Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘South America’

 

Problema ou obstáculo?

20121004-134434.jpg

Bom escreverei por aqui sobre esta palavra tão pesada e presente em nossas vidas, a palavra PROBLEMA.
Primeiramente gostaria de colocar a tradução desta palavra aqui para entendermos realmente se temos um problema. Você tem um problema ou um obstáculo? Fui novamente ao ” pai dos burros”.

“problema [e]
nome masculino
1. questão que se propõe para ser
resolvida
2. coisa difícil de compreender, explicar ou fazer
3. dúvida
4. dificuldade; aborrecimento
(Do gregopróblema,-atos, «questão proposta», pelo latimproblēma-, «problema»)

obstáculo
nome masculino
1. tudo o que impede o caminho ou a passagem; barreira
2. DESPORTO barreira que geralmente se dispõe em série para formar um percurso de corrida 3. tudo o que se opõe à concretização de um projeto, à obtenção de um determinado resultado, impedimento, estorvo, dificuldade
4. FÍSICA resistência que se opõe a uma força
(Do latimobstacŭlu-, «idem»)”
( dicionário Aurélio )

Eu prefiro considerar estes encalços da vida, seja pessoal ou profissional, como
obstáculos. Encaro, como se estivéssemos trilhando um caminho com obstáculos e não com problemas, acho que a palavra PROBLEMA, já traz enraizada nela uma carga de depressão, de pessimista, em contrapartida, obstáculo não, já soa como um desafio. Imagino uma competição, com obstáculos para aumentar a dificuldade, mas sempre com a perspectiva de chegar ao final da prova ou da trilha.

A vida para mim é isso, uma trilha com obstáculos, uns já conhecemos, outros não, uns iremos demorar um pouco mais, outros um pouco menos. Teremos obstáculos que exigirão forca física, outros forca emocional e acredito que outros até mesmo os dois. As vezes teremos ajuda para estes obstáculos, muitas vezes ou na maioria das vezes dependeremos de nós mesmos
Bom, de acordo com o meu raciocínio , já sabemos que a vida nos trará obstáculos , querendo ou não, pensando nisso, temos que tentar nos preparar para isso. Não ache que a vida esta te testando, boicotando, desta maneira esta interpretando mal e criando um fardo. Imagine que você esta evoluindo cada vez mais, tornando-se uma pessoa mais forte e preparada.

Devemos nos manter emocionalmente preparados. Conforme os obstáculos vão chegando e vamos passando, nos tornamos mais confiantes. Você pode ter certeza que muitas vezes, veremos obstáculos que a primeira vista são impossíveis de vencer, neste momento eu aviso: SÓ RECEBEMOS OBSTÁCULOS QUE PODEMOS TRANSPOR! Por mais impossível que pareça.
Não preciso exemplificar tantos casos de superação, pessoas que venceram doenças, perderam pessoas queridas, perderam partes do corpo, ou seja. exemplos não faltam, assim como não faltam exemplos de pessoas que desistiram também.

Meu conselho, adquirido nas minhas famosas leituras ( esta por acaso eu agradeço ao querido Paulo Coelho), quando você estiver com um BIG obstáculo , tente olhar como se estivesse de fora, tente ver realmente a dimensão deste obstáculo. Imagine um rio cuja ponte foi destruída , a principio você pode não enxergar como atravessar, mas se você pudesse olhar bem do alto, como se fosse um pássaro, ao invés de desistir, você veria que o rio era pequeno e mais a frente existia uma margem rasa para atravessar. Tente sempre sair do problema e ver o todo.
“Disse Domingos Sabino: “tudo sempre acaba bem no final. Se as coisas não estão bem, é porque você ainda não chegou ao final”.

Se você está insatisfeito com alguma coisa – mesmo que seja uma coisa boa, que gostaria de realizar e não está conseguindo – pare agora.
Se as coisas estão emperradas, só existem duas explicações: ou sua perseverança está sendo testada, ou você precisa mudar de rumo.

“Para descobrir qual das opções é correta – já que, afinal de contas, são atitudes opostas – use o silêncio e a oração. Aos poucos, as coisas vão ficando misteriosamente claras, até que você tenha forças suficientes para escolher.Uma vez tomada a decisão, esqueça por completo a outra possibilidade. E siga adiante, porque Deus é o Deus dos Valentes.”

Paulo Coelho (http://g1.globo.com/platb/paulocoelho/2008/05/25/dos-obstaculos/)

Lendo isso parece fácil fazer , mas não é, eu acho que o mais difícil , é quando os obstáculos aparecem e estamos de guarda baixa, este é o momento mais delicado, pois quando estamos psicologicamente despreparados , parece que o chão some por alguns instantes, e até recuperarmos o equilíbrio e continuarmos existe um ” delay”.
Seguir em frente não é fácil, é uma escolha, mas é muito menos dolorido que lamentar a vida inteira.

Bola para frente sempre!

Dani te amo.

 

Anúncios

Read Full Post »

 

20120920-180412.jpg

“Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado.”
Roberto Shinyashiki

Ô Mão Pesada!

Antes de começar a jogar uma ideia para pensarmos, quero que pensem em uma coisa importante, o tal do referencial, porque gostaria de explicar sobre isso?Pois nem todos sabem exatamente o significado da palavra referencial.

“Referencial – Que ou o que constitui referência, ou oque é utilizado como tal “ ( Aurélio – Pai dos Burros)

Não irei entrar no mérito do que é mais sofrido mas, o quanto é difícil para superar algo dependendo do referencial. Referencial é o ponto que marcamos para balizar nossos pensamentos ou atitudes. Quer um exemplo simples? Hoje está uma temperatura de 40 graus, é quente? Claro que é quente, ninguém pode negar que esta temperatura é alta, mas você não concorda que 40 graus no deserto é diferente de 40 graus na cidade? O lugar se tornou a referência, podemos dizer que dependendo do referencial a sensação de calor pode ser maior em um lugar ou em outro. No deserto a pessoa não sentirá tanto o calor como a pessoa de terno e gravata no centro da cidade, correto? Me arrisco até em dizer que mesmo na praia sem vento 40 graus para pessoas que não estejam acostumados a esta temperatura pode ser mais difícil de se habituar do que um morador do deserto, correto?

Esclarecendo estes pontos gostaria de entrar no ponto principal, as dificuldades que a vida apresenta para nossa realização pessoal ou profissional. Eu esclareci a palavra referencial pois muita gente se compara a outras pessoas e se acha menos capaz de concretizar seus sonhos por falta de estudo ou por morar em lugar menos privilegiados, diante disso gostaria de perguntar algumas coisas:

Uma família cuja filho estudou nos melhores colégios, viajou o mundo inteiro e hoje cursa faculdade ótimas possui um futuro de realizações pessoais e profissionais garantidos pela frente? E uma pessoa que trabalha desde pequeno, possui uma origem humilde e sempre estudou em colégio público? Qual destes dois tem mais chance de se realizar?

Estes casos que estou citando tem a finalidade de fazer você começar a pensar nas reais dificuldades que cada um irá passar para atingir a sua realização.

Antes de você tirar suas conclusões, gostaria de colocar alguns pontos a serem considerados. A pessoa mais humilde, que nunca teve nada, lutará menos ou mais da pessoa que sempre teve tudo sem esforço? A pessoa que nunca teve nada tem o que a perder ao se lançar em um sonho? Agora vamos falar do tal referencial, para a pessoa mais abastada largar sua zona de conforto, cair seu padrão de vida para realizar seu sonho é mais sofrido ou menos sofrido do que a pessoa que nunca teve nada e para ela mudar o rumo da sua vida para realizar seu sonho não significa mudança no seu estilo de vida de maneira drástica?

Veja bem, tudo isso que descrevi já deve ter feito você conjecturar diversas teorias, pontos, situações e outras coisas, mas o ponto que quero chegar é simples, qualquer um pode ir atras do seus sonho e realizá-lo independente da sua classe social ou econômica.

A principal frase que quero que vocês guardem é : A “Mão da Vida”é pesada e ela bate forte, não poupa ninguém, ela age de maneiras diferentes e não podemos julgar que foi mais fácil para uns ou para outros, pois para uma pessoa que nunca andou de ônibus ficar sem carro e passar a usar meio de transporte público é muito mais difícil para uma pessoa que sempre andou de ônibus. Então para analisar o grau de dificuldades que um ou outro esta passando depende muito do referencial.

Estou aqui falando de realização, de sonho, não de dinheiro. O que me motivou escrever um pouco sobre isso foi uma palestra que eu vi, de uma pessoa que diariamente ia para o trabalho se arrastando, infeliz e com a certeza que não queria continuar daquela maneira. Ele direcionou seus esforços para o que acreditava seu o seu sonho, passou por diversos obstáculos, e hoje ele vive do que sempre gostou de fazer. Na palestra ele usa este termo: A vida não perdoa, ela vai castigar você, cabê a você se levantar e continuar.

Desculpem o texto longo, mas gostaria de falar a todos que lerem isso, para não desistirem dos seus sonhos, eu estou atras do meu, continuo tomando uns “pescoções”da vida, mas não desistirei, sei que esta guardado o que é meu, sei que se eu sonho, é porque é possível! Não se espelhe na maioria que desistiu, se espelhe na minoria, que persistiu, fez diferente, não culpe os obstáculos, aprenda com eles e se torne mais forte!

Espero que todos consigam a sua realização pessoal ou profissional, tenho certeza que é possível viver uma vida plena e realizada, não importa quanto tempo demore para conquistar isso.

 

Read Full Post »

 

Casos de família

20120912-154537.jpg

​No dia Seguinte, ainda cedo, minha sogra ligou para saber como havia sido nossa viagem para casa dos meus pais, foi aniversário da minha mãe e resolvemos fazer uma surpresa, pois eles moram em outra cidade, um pouco distante. Quando contei tudo que aconteceu, ela não conseguia falar, ela só ria! Vou contar para vocês.

​Parece que sempre que tento organizar as coisas, fazer tudo antecipado, o destino me prega uma peça, não sei se ele esta brincando comigo ou me fortalecendo, me mostrando que a vida, muitas vezes não pode ser levada tão a serio.

​Irei contar a ultima que aconteceu quando fomos viajar de avião para a festa de aniversário da minha mãe.

​Sempre no aniversario da minha mãe estou enrolado e acabamos comemorando em outra data sua festa. Este ano resolvi fazer uma surpresa e levar toda a patota para São Paulo, mas desta de vez de avião, afinal, ir de carro é um teste de paciência, pois meus filhos vão no banco de traz travando uma batalha, e minha filha de tanto pular, sempre, mas sempre passa mal.

Capítulo 1 – A Passagem

20120912-154857.jpg

​O martírio começou na compra da passagem, nunca havia comprado passagem promocional, o conselho dos mais experientes (ou menos afortunados)era entrar no site das companhias em horários diferentes, noite, madrugada ou manha, ou seja, sair do horários das pessoas normais, pois desta maneira, encontraria as tão sonhadas passagens ” quase de graça” e ainda pagaria 1 real na volta, batata, isso que eu queria .

​Primeira tentativa foi bem a noite, as 22 hrs. Quando ficamos mais velhos 22 hrs já é tarde, então eu na minha ingênua presunção achei que
entraria e só teria que escolher o assento, sonho meu, fiquei até a 00:00hrs tentando comprar, mas nada. Nas pesquisas que fazia vinha de tudo, preços absurdos e rotas inexplicáveis como ir de avião até uma cidade do interior e de lá pegar um ônibus. Como assim? Depois de 1 hra ainda teria que fazer uma ” baldeação” e mais 2 hrs de ônibus? No way, não e possível que seja assim.

20120912-160736.jpg

​A segunda tentativa foi as 7 hrs da manhã. Antes de sair para o trabalho entrei novamente no site da companhia já pensando: Só eu mesmo para entrar esta hora, desta vez vai! Quase cheguei atrasado no trabalho, fiquei até as 8 da manhã e nada, só passagens indecentes. A este ponto já comecei a imaginar que era propaganda enganosa este negócio de passagem a preço popular. Comecei a achar que era mais fácil pegar uma carona na rena do papai noel que ser agraciado com estas passagens. Neste mesmo dia minha irmã me ligou avisando que já havia comprado, para eu não demorar a comprar, do contrario, iria acabar, acabar o que? Como assim?Onde ela comprou? Aquilo me perturbou, não sou um ignorante na internet mas estava fazendo um papelão frente a minha família, que exemplo eu dava aos meus filhos sobre persistência e exito? Ainda faria mais uma tentativa.

20120912-161017.jpg

​A terceira e ultima tentativa acordei as 3 hrs da manhã com a certeza do êxito, mas foi outro tiro na agua. Sem passagem, orgulho ferido, eu estava no fundo do poço. Minha querida esposa vendo minha baixa estima e minha decepção, resolveu tentar também, adivinhem? Conseguiu a bendita passagem, o problema era comigo mesmo.

20120912-161125.jpg

​Passagem na mão, malas arrumadas, agora só pegar o avião, 45 minutos estou em São Paulo , será?

Capitulo 2 – Vôo das 10:45.

​Partimos as 9 da manha, o avião partiria as 10:45, ou seja , estávamos tranquilos em relação ao horário, inclusive eu já havia feito o check in pela internet para não perder tempo.

​Os problemas começaram na já na estrada, pegamos um trânsito inexplicável e acabamos chegando no aeroporto as 10 hrs. Para piorar as coisas, me deu uma dor de barriga incontrolável , que me fez chegar no aeroporto sem pensar em outra coisa além das placas de banheiro. Perdi 10 minutos lá, que foi o suficiente para perdermos o avião.

Capitulo 3 – Vôo das 11:15.

​Fomos direcionados ao balcão da companhia aérea com a informação que teríamos que pegar o próximo avião, que sairia dai 20 minutos, mas que talvez tivesse que pagar a diferença da passagem. Meus deus! Depois de todos os traumas que vivi para comprar com desconto ia voltar a estaca zero? Mais uma vez salvo pela minha digníssima esposa, que conseguiu trocar as passagens sem ônus.

​Éramos o retrato da família feliz, cansados mas felizes, afinal, acabaria aquele tormento e chegaríamos a nosso destino. Já feito o check-in para o novo vôo, nos dirigimos para o raio x para pegar o avião.

​Passaram no detentor de metais sem problemas, minha filha, meu filho e por final minha esposa, agora era minha vez. Para não ter problemas já tirei o relógio, as moedas, chaves, celular e carteira mas, não foi o suficiente, aquela buzina continuava a apitar a cada vez que eu atravessava o detetor de metais. Tenho certeza que era um teste, naquele dia ou eu me tornava uma pessoa melhor, mais paciênte ou surtava de vez. Voltei uma três vezes, tive que tirar a sandália, o cinto da calça e algumas moedas que tinham sobrado no fundo do bolso.

20120912-162518.jpg

​Descalço, a calça caindo e sob o olhar de impaciência dos passageiros que esperavam a sua vez no detetor de metais, consegui passar e fui pegar minhas coisas. Acontece que a minha história não acabava por aí, faltava a minha mochila, não reparei que ela ainda estava passando no Raio X. Só percebi este fato quando um segurança chegou ao meu lado perguntando se aquela mochila era nossa. Fiquei aliviado, imagina esquecer a mochila com IPAD, celular, laptop. Quando tentei retirar a mochila da mesa o segurança me impediu e solicitou que abrisse a mochila me questionando se eu estava portando alguma arma ou objeto cortante. Deus! Porque? O que era desta vez? Qual era a mensagem entrelinhas que eu deveria estar captando? O que ainda faltava acontecer?

​Vasculhando a mochila achei em um compartimento que quase nunca uso um canivete suíço que havia perdido há muito tempo. Isso mesmo e agora? Olhei para minha familia e vi um lampejo de ódio saindo de seus olhos, até minha pequena princesa demonstrava um ódio infantil temporário pelo seu pai. Após tentar de todas as maneiras convencer o segurança a permitir minha entrada com o bendito canivete, acabei desistindo, mas quem acabou salvando novamente a situação? Claro minha digníssima esposa. Ela teve a ideia de sair do embarque e deixar guardado em uma loja até a nossa volta.

​Problema resolvido, nos encaminhamos para o portão de embarque, o problema era que o avião sairia as 11:15 e já eram 11:10. A cena seguinte era digna de uma foto, pois tínhamos exatos 5 minutos para chegar no portão 12 e estávamos no portão 1. Lógico que o portão estava no lado oposto ao nosso. Eu peguei minha filha no colo e corri o mais rápido que podia, ela gritava” Rápido papai, rápido”, enquanto isso meu filho disparou na frente para avisar que estávamos chegando.

​Ao chegar próximo ao portão 1, meu filho estava sentado na cadeira em frente, resmungando desolado e a porta do avião fechada. Meu Deus perdemos o avião novamente!! Nesta hora desanimamos, a viagem tinha acabado. Desta vez quem nos salvou foi a pessoa do balcão mesmo, vendo nosso desespero, avisou que teria um vôo as 11:45 e que trocaria nossas passagens. Pronto, mais uma chance.

20120912-164248.jpg

Capitulo 4 – Vôo das 11:45

​Neste momento eram 11:18 , tínhamos praticamente 30 minutos para chegar no avião, não sei como, em 10 minutos estávamos sentados dentro do avião, cintos afivelados pronto para a decolagem. Agora nada mais aconteceria. Engano meu, começaram a servir aquelas balas de caramelo ( Arranca Obturação) e claro, meu filho pegou 7 balas e minha filha mais 15.

​Enquanto as crianças comiam balas eu dava uma atenção a minha esposa, que havia sentado separado de nós, pois eram fileiras de 3 lugares e ela acabou ficando ao meu lado, mas com o corredor do avião nos separando.

Capitulo 4 – Dentro do avião

​Já estávamos até rindo de tudo que passamos, quando de repente, ouvi meu filho gritar ” meu dente!! meu dente”!! Não acreditei, o que era agora? Quando vi , o dente do meu filho grudou na bala e saiu, eu tinha na mão um dente encrustado na bala de caramelo. E agora? Fui descobrir, depois de muito gelo e água gelada, que tratava-se de dente de Leite e ja estava mole. Parecia pegadinha.

Para encurtar, após tudo isso, chegamos ao nosso destino, tivemos um maravilhoso final de semana e na volta após alguma turbulência ( Esta história fica para a próxima) estávamos novamente em nosso seguro lar. Não foi o primeiro e nem será o ultimo caso que teremos, hoje rimos de tudo isso, mas pelo menos passamos juntos.

 

Read Full Post »

 

Quinto dia – Beto Carreiro

Nesta parte do post antes de contar sobre a viagem gostaria de falar um pouco dos preparativos feitos antes da viagem visando ajudar quem tiver interesse em conhecer o parque.

Ao decidirmos ir para o Parque, o primeiro passo foi pesquisar as passagens, tentamos primeiro no Decolar.com e depois outros sites que possuem venda de pacotes mas nossa dica é: Compre diretamente nos sites das companhias e de madrugada , conseguimos 50 % de desconto em relação ao preço cheio. Viajamos até SP de TAM e para nosso destino final de GOL, foram as melhores ofertas.

Em relação ao Hotel, entramos no site da cidade de Penha, onde fica o parque, e pesquisamos cada um, tentamos identificar o melhor custo x beneficio , pois tínhamos também a possibilidade de ficar em Balneário Camboriú. Decidimos ficar em Penha, onde fica o Parque, pois por já conhecer Balneário e o pouco tempo que tínhamos, não interessava o city tour, sem falar que o custo do aeroporto de Navegantes até Penha era muito menor que de Camboriú até Penha. Outro ponto positivo é que poderíamos ir andando do Hotel até o parque pois fica há 800 metros.

Após decidir o hotel começamos a pesquisar o preço, para isso a melhor ferramenta que encontramos foi no site da Decolar.com e compramos o pacote de 3 noites, comprando pelo site saiu mais barato que comprando direto com o Hotel, vai entender. O custo da diária varia de R$ 200,00 a R$300 reais dependendo da localização .

Dica : De Navegantes até Penha pelo litoral são 8 KM , mas se for pela BR são 60 KM, ou seja, a chance de enganarem vocês no translado é grande, fique de olho.

Dica 2: O parque em baixa temporada só abre de Quinta a Domingo, portanto na hora de se programar preste atenção .

Translado – Esta parte demos sorte, pois conhecemos uma pessoa fantástica que faz translado para alguns hotéis da região e nos cobrou R$ 100,00 para pegar no aeroporto de Navegantes , nos levar ao Hotel em Penha e depois fazer o inverso, ou seja nos levar do hotel para o aeroporto.

Dica: Translado Diogo Telefones para contato Operadora + 047 + 9197-7860/ 8405-6071 ou 8806-5922

Dia da viagem para o Parque

Nos recompomos do aborrecimento da noite anterior no Japonês e as 7 da manha estávamos de pé para ir para o aeroporto, lá começaram as histórias.

Chegamos no aeroporto com 2 horas de antecedência , fizemos calmamente o check in, fomos para a área de embarque e pronto, tudo certo, nenhum problema maior no raio x ou no balcão da Gol, agora era só esperar o avião, era o que eu esperava .

Faltavam 20 minutos para o embarque quando reparei no painel de informações de vôo que o nosso destino foi cancelado, e logo em seguida foi anunciado no auto-falante que o aeroporto de Navegantes estava fechado, deveríamos procurar a companhia para outro destino. Pois é, começa aqui a jornada de pânico e terror.

Formou-se uma fila enorme em frente ao balcão da GOL e no “disse me disse ” da fila chegou a nosso conhecimento que seriamos direcionados para Curitiba e de lá pegaríamos um ônibus até Navegantes.

Saquei o IPAD e busquei saber quanto tempo te avião até Curitiba e depois quantos quilômetros de ônibus até Navegantes. Neste momento surtei , seria 1 hora de vôo até Curitiba e depois mais 3 horas de ônibus, ou seja a viagem que seria de 50 minutos se transformaria em 4 horas de viagem. Comecei a pesquisar qual seria o aeroporto mais próximo e descobri que até Florianópolis é 1 hora de avião e mais 1 hora de carro. Tínhamos que agir para não estragar uma viagem que estava começando , e para isso saquei minha melhor arma : Minha incansável esposa. Avisei a ela das alternativas e que tínhamos que dar um jeito de embarcar no avião para Floripa.

Munida dos dados ela correu para outro balcão da GOL . Depois de muito bate boca conseguimos os últimos 6 lugares para Floripa. Agora precisávamos avisar o transfer que ele não nos pegaria mais em Navegantes, mas sim em Florianópolis . Esta brincadeira nos honerou em mais R$ 150,00 reais, já que o combinado era R$ 100,00 com o Diogo, nosso motorista/ Amigo/ Salvador. Depois descobrimos que a GOL era obrigada a nos reembolsar esta despesa. Pronto, agora era só embarcar, será?

Chegando em Floripa, fomos pegar as malas e onde elas estavam? Pois é , duas malas estavam sei lá onde, sumiram. Começava um novo capitulo, e lá vamos nós novamente ao balcão da companhia. Descobrimos que a mala poderia demorar até dez dias para retornar a nossas mãos, imagine meus pais somente com as roupas do corpo para passarem dois dias em um parque. Como não tínhamos mais o que resolver por ali, deixamos o endereço do hotel que estaríamos e nossos contatos , agora era só rezar.

Partimos para Penha, já eram quase 2 hrs da tarde e estávamos todos famintos, seria pelo menos 1 hr de viagem até o hotel e não tínhamos comido nada , mais uma vez nosso motorista nos salvou, ele nos levou a uma churrascaria maravilhosa no Balneário chamda Oficina do Sabor Grill , na qual deixamos os R$ 140, 00 reais mais bem pagos dos últimos tempos, comemos super bem pedindo 2 pratos, sem falar no atendimento que foi maravilhoso.

Chegamos ao hotel por volta de umas 5 hrs da tarde, só pensávamos em tomar um bom banho e comer alguma coisa. tivemos uma ótima surpresa, o hotel possui uma ótima infra-estrutura, aconchegante e funcionários super simpáticos.

Dica: Hotel Vila Olaria (www.vilaolariahotel.com.br) Telefone operadora + 047 + 3345-6824

Após nos instalar, ficamos na área de lazer, as crianças no parquinho brincando, enquanto decidíamos o que comer. Nos indicaram uma pizzaria que entrega no hotel, esta foi a pedida, um custo x beneficio excelente.

Fechamo o dia exaustos mas felizes por no final ter dado tudo certo.

Fim do primeiro dia – Chegada no Hotel – Próximo Post Beto Carreiro Parque

 

Read Full Post »

Férias

As esperadas férias chegaram , já havíamos nos programado, estava tudo pago, era somente pegar o avião, nosso destino final : Beto Carreiro.

Nossa viagem se dividiu em 2 etapas, a primeira em São
Paulo e depois Penha onde fica localizado o parque do  Beto Carrero.

Primeiro dia

Ao chegarmos a São Paulo , já fomos recebidos pelos meus pais que tinham programado um jantar em um restaurante típico chinês, localizado no bairro das Perdizes chamado Esmeralda , vale uma conferida, foi neste restaurante que percebi que o China in Box é o fastfood da china.

Aproveitamos o final do dia para visitar alguns amigos, pois estas ferias seriam de passeio e não queríamos desperdiçar nenhum minuto.

Segundo dia

No segundo dia, acabamos descansando um pouco mais e saímos somente para almoçar , fomos a um restaurante chamado Giggio, que de tão procurado, nos obrigou a madrugar por lá , as 11:50 já estávamos na mesa e o restaurante estava parcialmente cheio.

Após o almoço fomos conhecer o bairro da liberdade, uma colônia japonesa, ou seja, podemos encontrar todo tipo de produto ligado a cultura japonesa , mas não se engane, nada é barato.

“A Liberdade é um bairro turístico da cidade de São Paulo, localizado parte no distrito da Liberdade e parte no distrito da Sé. É conhecido como o maior reduto da comunidade japonesa na cidade, a qual, por sua vez, congrega a maior colônia japonesa do mundo, fora do Japão.”

Wikipédia

Fechamos o dia dos pais com uma rodada de pizza tradicional em casa.

Terceira dia

Neste dia resolvemos já arrumar as coisas e sair somente para almoçar, fomos a um restaurante muito gostoso chamado Mourisco Forneza, muito bom, trata-se de um restaurante a quilo com preço e qualidade excelente.

Aproveitamos este dia para conhecer um dos shoppings mais bonitos que já fui, o Higienópolis. Meus filhos estavam querendo assistir o filme Valente, da Disney, e eu e minha esposa precisávamos ver algumas coisas, aproveitamos isso aliado ao fato de estarmos conhecendo um lugar lindo, com arquitetura impressionante, quem vier a São Paulo vale uma conferida.

“Inaugurado em 1999, o Shopping Pátio Higienópolis oferece um ambiente agradável e aconchegante para os moradores do bairro e região. Conservando as características da arquitetura européia clássica do século XIX….arquitetura externa única que inclui uma fachada espelhada, com visão para o antigo casarão do barão do café Leôncio de Magalhães e que incluem um bulevar arborizado.”

(site do shopping)

Assistimos ao filme, que diga-se de passagem foi muito bacana, Disney sempre será Disney. Após sessão de cinema decidimos ir a um restaurante Japonês, a roubada da noite.

Estávamos procurando um restaurante Japonês pois  meu filho já nos pedia comida japonesa há um tempo, mas eu queria achar algo com preço bacana já que com tantas idas e vindas o caixa ficou baixo.

Entramos em um restaurante conhecido, mas de cara já peguei antipatia com o garçom , pois ele não explicava nada direito e ficava olhando com cara de ” que saco” .

De qualquer maneira, pedimos 3 rodízios , minha filha de 3 anos, meu filho e meu pai, enquanto eu, minha esposa e minha mãe pedimos um prato quente.

O problema começou quando vieram as peças do rodízio e reparamos que os garçons ficavam toda hora rodeando a mesa, como se tivessem vigiando eu e minha esposa para que não comêssemos o rodízio do
meu filho. Aquilo foi me inflando , comecei a me sentir ofendido, mas ainda tentei me controlar .

A gota d’água foi quando veio um funcionário com cara de gerente anotar mais um pedido do meu pai, e ao invés de prestar atenção , ficou olhando os pratos para ver se estávamos “roubando” peças do Rodízio . Ele saiu e nunca mais voltou a nossa mesa, pelo contrario , ficou de conversa com os garçons e olhando em nossa direção.

Passaram-se 10 minutos e nada , mandei chamar o garçom e o mesmo informou que tudo que havíamos pedido já havia chegado e que tínhamos comido, nesta hora minha pressão subiu, vi teto preto e arrumei um barraco. O gerente sumiu , o garçom estava tremendo na mesa e ouviu tudo que merecia e não merecia por conta da covardia do gerente TOM que correu.

Pena, o máximo que posso fazer é uma reclacao por email e avisar quem for a SP ou more na cidade que evite este antro, fica baixo o restaurante que causou a noite desagradável .

Ryu Uzushi ( http://www.ryuuzushi.com.br)

Quarto Dia

Neste dia deixamos as crianças com meus pais e fomos fazer uma visita a 25 de Março, nosso objetivo era comprar algumas coisas para a festa da minha filha. A 25 de Março é conhecida pelos produtos chineses com um super preço, inclusive os ” Xing Lings”, réplicas de relógios, bolsas de marcas famosas. Veja a foto abaixo, me achou? E a Dani? Esta então, eu perdi com 4 minutos de caminhada.

“A rua Vinte e Cinco de Março localizada na cidade de São PauloSP, considerada o maior centro comercial da América Latina,pois consiste em um dos mais movimentados centros de compras varejistas e atacadistas da cidade.

Um dos grandes entraves do comércio local é o alto número de barracas de camelôs que disputam espaço com as lojas comerciais, vendendo os mais diversos produtos nacionais e importados, sem o reconhecimento oficial.

Nas suas proximidades existem diversas galerias que vendem produtos importados a baixo custo, com destaque aos aparelhos eletro-eletrônicos, podemos citar a Galeria Pagé, conhecida pela grande gama de produtos postos à venda, Shopping 25 de Março entre outros estabelecimentos comerciais.

Depois de mais de 4 Hrs andando, resolvi dar um basta ! Carreguei minha esposa no colo para fora daquele inferno, destino – Mercado Municipal.

Saímos faltando 40 minutos para o mercado municipal fechar, ele fecha as 18 hrs, mas depois das 17 hrs muitas barracas já encerraram suas atividades. O objetivo da visita era comer os famosos bolinhos de bacalhau e pastéis do mercado, além de conhecer este lugar incrível, de arquitetura imponente.

Wikipédia

Conseguimos nosso pastel e nosso bolinho de bacalhau, caro, mas gostoso. Você não gasta menos de R$ 6,00 em cada um.

O lugar é um espetáculo, você encontra frutas exóticas e raras além das tradicionais, embora com preço caro, mas com uma qualidade excepcional, as frutas brilham. Lá tem peixes, legumes, iguarias do mundo inteiro.

“Projetado pelo escritório do arquiteto Francisco Ramos de Azevedo em 1926, o Mercadão foi inaugurado em 25 de janeiro de 1933. A execução dos vitrais foi entregue ao artista russo Conrado Sorgenicht Filho, famoso pelo trabalho realizado na Catedral da Sé e em outras 300 igrejas brasileiras. Ao todo, são 32 painéis subdivididos em 72 lindos vitrais.

O prédio – que ocupa um espaço de 12.600 metros quadrados de área construída às margens do rio Tamanduateí – abriga mais de 1.500 funcionários que, juntos, movimentam cerca de 350 toneladas de alimentos por dia em seus mais de 290 boxes. Os permissionários – nome que se dá ao lojista ou comerciante que tem a permissão de uso do espaço para comercialização dos produtos nos boxes do Mercadão – têm seus interesses representados pela Renome, uma associação de direito privado, constituída por tempo indeterminado e sem fins lucrativos.”

http://www.mercadomunicipal.com.br/index.php?page=institucional

Próximo Post ->  SP – Beto Carreiro.

Read Full Post »

 

Resolvi escrever para mostrar a ignorância do nosso povo, fiz um video sobre isso, coloquei um pedaço da lista para vocês verem, ficaram de fora grandes personalidades e outras ficaram aquém do lugar que deveriam estar. Esta lista mostra que a nossa cultura apesar de rica é ignorada pela maioria, seja pela falta de senso critico ou seja por ignorância ou falta de educação mesmo .

Link do video

100º Maria da Penha
99º Jô Soares
98º Vital Brazil
97º Ana Paula Valadão
96º Roberto Justus
95º Itamar Franco
94º Ronald Golias
93º Jorge Amado
92º Romário
91º Padre Landell de Moura
90º Anderson Silva
89º Tom Jobim
88º Cazuza
87º William Bonner
86º Amado Batista
85º Chacrinha
84º Chico Buarque
83º Joelma
82º Ronaldinho Gaúcho
81º Datena
80º Sócrates
79º Político não revelado, por estar disputando as Eleições Municipais
78º Fernando Collor de Mello
77º Marcos Pontes
76º Luís Carlos Prestes
75º Claudia Leitte
74º Lampião
73º Garrincha
72º Michel Teló
71º Lua Blanco
70º Marechal Rondon
69º Antônio Ermírio de Moraes
68º Duque de Caxias
67º Monsenhor Jonas Abib
66º Carlos Chagas
65º Reynaldo Gianecchini
64º Ulisses Guimarães
63º Dedé, jogador do Vasco da Gama
62º Mazzaropi
61º Zico
60º Padre Marcelo Rossi
59º Marcos, ex-goleiro do Palmeiras
58º Roberto Marinho
57º Monteiro Lobato
56º Hebe Camargo
55º Paulo Freire
54º Missionário R.R. Soares
53º Zumbi dos Palmares
52º Carlos Drummond de Andrade
51º Paiva Neto
50º Rogério Ceni, goleiro do São Paulo
49º Gugu Liberato
48º Tiririca
47º Leonel Brizola
46º Raul Seixas
45º Visconde de Mauá
44º Elis Regina
43º Ivete Sangalo
42º Luan Santana
41º Machado de Assis
13 Edir Macedo! Pode isso?

 

Read Full Post »

A Vida como ela é ..... Simples assim!

Espaço destinado a mostrar a vida, simples como ela deve ser......

Blog do Churrasco - O original

Tudo que você queria saber sobre a arte de fazer Churrasco

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

%d blogueiros gostam disto: