Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘demissão’

20130513-011452.jpg

Após quase 2 semanas o panorama era o mesmo, eu já esperava sentado para não cansar. Reencontrei um grande amigo, não falava com ele ha uns 11 anos pelo menos, na verdade nosso encontro se deu pois minha esposa manteve contato com a esposa dele e eventualmente se falavam, foi quando surgiu uma oportunidade de nos falarmos.

Conversamos por uns 50 minutos, durante o bate-papo questionei se ele poderia mandar meu Cv para alguns de seus contatos,pois estava precisando de uma ajuda nesta busca por recolocação. Me pediu para enviar o email para ele antes, pois desta maneira se fosse necessário ele mesmo faria alguns ajustes.

Surpresa, 2 dias após esta conversa recebi uma ligação dele avisando que estava quase empregado, havia uma vaga certa para mim na empresa onde trabalhava, uma das maiores empresas no setor de telefonia, o diretor da área comercial era muito amigo dele . Pronto!! Acabaram meus problemas, ou não.

Depois de uma semana aguardando um contato da empresa, mesma com pistolões, a sensação era que haviam passados meses , a ansiedade a cada fagulha de esperança tomou uma proporção enorme, parecia que este sentimento tinha ficado adormecido, aguardando oxigênio para causar um incêndio na minha cabeça .

Anúncios

Read Full Post »

20130417-114531.jpg

Neste dia fiquei chateado, parece que no momento de fraqueza somos testados, como se jogassem uma isca com cifrões, acompanhada com um kit de estresse proporcional aos benefícios, são opções financeiras que nos levam novamente ao antigo ciclo estressante de acordar e ir para um emprego no qual a melhor parte é o dia do pagamento.

Antes de continuar gostaria de explicar esta situação para não parecer esnobe ou que estou recusando emprego, pelo contrario, a esta altura do campeonato as exigências são mínimas, em linguagem popular eu diria até ” ..urubu já virou pombo..”, a unica consideração era não pagar para trabalhar, ainda. Se eu tivesse a opção da escolha seria ótimo, mas já estou em uma fase critica que ” o que vier é lucro”.

Porque digo isso? Recebi uma ligação de uma grande instituição financeira, que apesar estar neste mercado a mais de 13 anos, nunca me senti compelido ou atraído por ela. De qualquer maneira, fiquei mais de uma hora conversando com a gerente de RH.

Após terminarmos eu tinha aquela sensação de ” pelo menos eu falei com ela”, já pensando que por ter levado aquela conversa de maneira descompromissada e informal não ia seguir adiante, engano meu.

No mesmo dia, na parte da tarde outra pessoa me ligou querendo agendar uma visita com o Diretor comercial regional , pois eu havia sido aprovado pelo RH que inclusive tinha me recomendado , veja só, se eu tivesse querendo este emprego na área financeira pode ter certeza que nunca mais iria ouvir falar destas pessoas.

De qualquer maneira e sendo pressionado socialmente e financeiramente a resolver esta situação de “menino do Rio”, agendei para o dia seguinte, encarei como um passeio no Centro do Rio de Janeiro, pois atuar na área financeira, centro da cidade em uma multinacional que nunca me chamou atenção, era voltar a mesma vida profissional e com um agravante, a distancia , são duas horas de carro.

Como eu disse antes , a vida nos prega peças, é um aprendizado constante, quando cheguei ao prédio da empresa, era monstruoso, novo e lindo, no elevador me perdi duas vezes, pois só depois de dois passeios descobri que tinha que apertar o andar de destino antes de entrar no elevador. A sala da entrevista era moderna e nova, fiquei impressionado.

Na entrevista conheci meu suposto superior direto, uma pessoa fantástica das quais tínhamos vários conhecidos em comum, ele se mostrou uma pessoa tranqüila e me explicou o dia a dia e o que esperava de um gerente para aquele cargo caso fosse contratado, fiquei pasmo, era tudo humano e civilizado , tranquilo e em nada lembrava os lugares de tormento que trabalhei, era um sonho e ainda por cima pagaria a mesma coisa que eu ganhava, mas com função superior a que eu tinha, era na verdade uma promoção.

O mais estranho era que ele não sabia quem havia me indicado, e o meu CV estava com ele desde setembro, ou seja 4 meses e nunca havia sequer olhado, mas agora em Janeiro mexendo nas coisas dele olhou e gostou, parece coisa do meu anjo da guarda.

Agora começa o outro dilema, a espera para saber se serei aprovado, inverteram os papéis, a ansiedade e a expectativa aumentam, uma ligação levada de maneira despretensiosa se transformou no trabalho dos sonhos , agora tenho medo de não ser chamado e menosprezar as próximas ofertas, parece aquela corrida com a cenoura amarrada na ponta, sempre fora de alcance , drástico demais? Pode ser , mas sem este drama shakesperiano não seria eu, agora é esperar.

Read Full Post »

20130413-212019.jpg

Outro ponto que é interessante ao estar desempregado, ou melhor, logo após ficar desempregado, é o dia a dia, a rotina nova, eu tentava não me sentir culpado por ir a praia, por beber uma cerveja as 2hrs da tarde ou dormir eventualmente até as 11 hrs.

Quase 15 dias depois, estou mais ansioso pois surgiram algumas oportunidades, ou melhor, algumas possibilidades, pois nada era concreto ,mas me dava um Norte para seguir.

Aproveitei este tempo para resolver tudo q eu tinha de pendência , fiz meu orçamento de casa, mandei vários Cvs pela net, além de ligar para diversos amigos e clientes, já estava ativando o plano B, se alguma das possibilidades não saísse como eu esperava .

Já se passaram 30 dias, decidi ir novamente até a Caixa Econômica tentar sacar meu FGTS para então dar entrada no Salário desemprego , que banco demorado.

Esta época do ano é cruel – Novembro / Dezembro e Janeiro ( mais tarde descobri que realmente até o Carnaval nada funciona mesmo). Estou muito esperançoso de conseguir algo até dezembro, mas a ansiedade e a pressão familiar/ social é grande pois todos tentam ajudar e quando aparece oportunidade nos sentimos compelidos a aceitar qualquer uma, mas não posso desperdiçar esta chance de redirecionar minha carreira.

Estou digitando isto enquanto espero minha vez na fila da Caixa Econômica. Tem uma pessoa sendo atendida, fico imaginando o que ela esta pensando, será que ela esta contando o dinheiro que ira receber? será que ela esta imaginando o que fará ao sair do banco? Será que já tem emprego em vista.

Agora já fazem 15 dias que escrevi pela ultima vez, acontece um desânimo, estou meio sem vontade de escrever, passei por muita coisa já, estou amadurecendo e crescendo muito neste processo de recolocação, embora seja doloroso . Não qual a ultima coisa que mencionei para vocês, terei que reler para continuar, as chances de eu reler e não escrever nada são grandes, se não espero que tenha ajudado.

Após eu sacar meu FGTS ( Avisando o óbvio, reli e consegui continuar a escrever) fui arrumar as mazelas da minha conta, não que eu tenha dividas, pelo contrario, nunca estive tão controlado como nos últimos anos, mas precisava coordenar tudo em um só banco, cartões, cheques e contas, acho que diariamente tento mesclar algo mais substancial para fazer, para organizar, para poder ” curtir” um pouco esta suposta paz e falta de compromissos profissionais.

Estou tentando ingressar em 2 segmentos ligados a vendas, como se dependesse de mim, e visando isso tracei uma estratégia:

– Primeiro , verificar se meu Cv esta alinhado as competências exigidas. Não estava, portanto mãos a obra, busquei uma série de pessoas no Linkedinn ( rede social voltada para contatos profissionais) que atuassem na área que eu desejava ingressar , nos perfis verifiquei as competências desenvolvidas por eles e destas quais eu tinha, para minha surpresa e alegria estas competências eu possuía , mas não havia colocado no meu CV, resumindo, consegui preparar, ou melhor, repaginar meu CV e deixa-lo mais profissional , pronto, etapa 1 resolvida.

– Segundo passo – Network please help me! Isso mesmo, relacionamento é tudo e graças ao meu bom relacionamento, acionei todos que conhecia para tentar indicações ou QI ( quem indica) como é chamado no mercado, mas existe um detalhe, indicar é um primeiro passo, se você não tiver conteúdo não fará diferença. Neste quesito fiquei surpreso com a comoção e a ajuda que recebi, conheci varias pessoas que antes só cumprimentava e que hoje no mínimo já são meus amigos.

– Terceiro – A espera , esta etapa é a que exige a maior atenção, é uma etapa onde você potencializa seus sentimentos, primeiro você esta em uma rotina na qual não esta acostumado, se aproveita o tempo que tem para algum tipo de lazer, o sentimento de culpa tenta te puxar para baixo, neste momento tem que saber manter o equilíbrio e aproveitar o que decidiu fazer naquele momento.

Se você é uma cara ansioso, espere um problema , vc terá que arranjar uma válvula de escape ou com certeza atacará a geladeira, o cigarro, a bebida ou o café. A maneira de evitar isso é ter uma válvula de escape , no meu caso resolvi praticar esporte, desta maneira além de extravasar esta ansiedade , ajudava a melhorar minha auto estima e ajudar meu sono.

Estas etapas resumem os momentos que passei, de uma maneira geral, embora dentro deles eu tenha tido algumas particularidades como:

– Mau Humor – Desde o inicio comecei a ficar com um mau humor, uma agitação, estou sempre me segurando, tentando não deixar este sentimento me dominar.

– Impaciente – As coisas ultimamente me deixam impaciente, parece que o pavio foi cortado, tento ficar longe do fogo.

Parece uma coisa caótica o que estou passando, mas na verdade se torna caótica se você permitir, infelizmente, em alguns momentos estamos de escudo baixo e ela entra nocauteando , mas se organizar seus pensamentos e e direcioná-los, se ficar alerta , conseguirá aproveitar este tempo para resolver suas pendências, fazer atividades de lazer e ainda ligar para contatos profissionais.

Read Full Post »

20130410-205312.jpg

Na minha cabeça o que mais me irritava é que por mais que eu falasse com as pessoas sobre não ter interesse em voltar a trabalhar no segmento que eu atuava, sempre acabavam direcionando para isso, mesmo sabendo que sempre era na melhor das intenções e sempre querendo ajudar, na minha cabeça eu só pensava : parem com isso , não quero pensar em voltar para aquele tormento, não agora.

Este é um assunto que afeta demais pois vejo como a chance de mudar o rumo profissional na minha vida e parece que tem um ima me puxando de volta.

Preocupado com a falta de retorno sobre meus Cvs enviados, eu , minha RP (minha esposa) e meus amigos começamos uma campanha de divulgação , isso mesmo , parecia eleição, onde tínhamos oportunidade de oferecer meus serviços profissionais lá estávamos , era na propaganda boca a boca, era porta de colégio , condomínio, festinhas, até que começou a surgir resultado .

Surgiram duas oportunidades que culminaram em duas entrevistas, uma em um segmento novo e outra no mesmo segmento que eu trabalhei ,mas em uma empresa menor. Neste momento minhas expectativas aumentaram, mas as duvidas também, pois ao mesmo tempo que eu vislumbrava uma chance diferente eu tinha uma oferta mais sólida, embora financeiramente muito inferior ao que eu estava acostumado, sem falar nos Cvs enviados que poderiam se tornar uma opção bacana, o que fazer? A cabeça fica a mil por hora.

Estava meio irritado, existe uma briga entre ” tico e teco” na minha cabeça , uma dualidade me incomodando, devo pegar o que aparecer ? Devo esperar um pouco? Que dilema, que stress , tendo em vista o tempo que as pessoas ficam desempregados eu deveria estar feliz, mas na verdade ainda não tinha um único sentimento, era uma montanha russa.

As vezes acho que devemos deixar o tempo decidir, ou melhor, a decisão é não decidir, confuso isso , mas é assim que funcionava.De todos os pensamentos que tive, a única certeza é que eu gostaria muito de fazer algo com paixão , não só pela grana.

Eu tinha um anjinho mal no ombro esquerdo dizendo o quanto era egoísta meus pensamentos e que deveria agradecer pelo que já tinha de oportunidades, mas não era esta minha intenção, ser mal agradecido, pelo contrario eu sou agradecido demais , mas pode ser uma das ultimas bifurcações que encontro , pode ser a porta que eu precisava para minha ” lenda pessoal”, pode ser o universo conspirando a meu favor , porque desperdiçar esta chance da mudança e cair no marasmo do conforto financeiro ou momentâneo?

As vezes é difícil passar para as pessoas que gostamos o que exatamente estou vivendo, onde meu maior medo não é o desemprego, mas a infelicidade, é tomar a decisão errada e viver arrependido.

Read Full Post »

20130409-214657.jpg

Quando se esta desempregado, ou melhor , quando você acaba de ser demitido, você tem 3 opções : A primeira é se sentir um fracassado e ficar inerte, a segunda é você ficar desanimado e transmitir isso nas suas ações e a terceira é você virar a pagina e ver o lado positivo da demissão , que no meu caso era a chance de mudar de segmento de trabalho .

Com a ajuda dos amigos e familiares levantei a cabeça e decidi mostrar a todos que sou uma pessoa boa , um grande profissional e que vou arranjar algo em breve, que na verdade este ” chute na bunda” foi um empurrão para frente. Pensando desta maneira consegui criar uma energia super bacana, me trouxe paz.

Fiquei muito tocado com a comoção gerada com a dificuldade, no caso da minha família foi gratificante ver a união formada para me trazer paz e tranqüilidade , com os amigos um sentimento solidário e companheiro , mas em contrapartida outros preferiram a indiferença ou abstenção , o que também me surpreendeu.

Nestas horas conseguimos ver o carinho das pessoas pela nossa família e pela nossa pessoa, agradeço aos queridos amigos , os novos e os antigos, alem dos familiares que transmitiram todo este carinho e otimismo.

Meu estado de espirito, embora otimista e confiante, na verdade ainda não tinha medo de ficar desempregado, mas ficava um pouco abalado com o medo de ter que voltar a trabalhar no segmento que eu atuava, mesmo tendo maiores chances de me recolocar profissionalmente.

Este sentimento acabou me deixando ansioso, decidi investir em 2 tipos de currículo, um seria voltado para o que eu trabalhava e o outro seria para vendas, marketing e produtos. Eu acreditava que esta seria uma tarefa fácil, mas os poucos fui descobrindo como meu currículo poderia melhorar.

Estava um pouco sem paciência , insônia , mas calmo, estranho isso , como uma pessoa pode se sentir aliviada com o desemprego? Calma e ao mesmo tempo ansioso e agitado?

Fiz meus currículos , comprei um papel bacana, caprichei na apresentação e pronto! show time! Vamos a luta , o pensamento era este mesmo, vamos lá Marcelo , é sua chance de trabalhar em outra coisa , se vira , temos pouco tempo até ser obrigado a voltar para seu antigo segmento de trabalho .

Comecei ligando para meus antigos clientes avisando que havia saído da empresa e aproveitando para mandar meu currículo , aproveitei para visitar pessoalmente alguns deles. A impressão foi a mais positiva possível, todos se me mostraram solícitos e se ofereceram para ajudar a enviar meu Cv, embora nenhum deles tivesse esboçado a intenção de me chamar para trabalhar com eles, ou seja, com exceção de um ou outro , de qualquer maneira fiquei animado com os elogios e o network que havia construído .

Acabei aproveitando minhas ” ferias” e fui visitar meus pais em São Paulo , era aniversario dele, e de repente eu conseguiria temporariamente esquecer esta transição.

Não consegui pois na festa tinham diversos amigos que acabavam conversando sobre isso, mas pelo lado bom me rendeu diversas indicações, não só no rio de janeiro , mas em são Paulo também .

continua….

Read Full Post »

20130408-224614.jpg

Continuando o calvário demissional.

Após a primeira etapa , vem a parte onde você deve anunciar o novo fato a sua família , e agora? Para onde irei? Direto para casa? Praia? Boteco? Neste momento a cabeça começa a jogar milhões de informações para você, este turbilhão de pensamentos acabam com qualquer pensamento lógico, não permite que você foque em uma única coisa, a palavra que descreve este estado é ” Obnubilado”, que significa estado de torpor.

Resolvi ir para casa, de maneira mais vagarosa possível, pelo caminho mais longo, pensando em como contar para minha família o que havia acontecido.

Minha esposa já havia ligado umas duas vezes para falar de outras coisas, mas ainda não sabia como dizer, eu não estava pronto ainda. A nossa cabeça nos joga imagens de tudo que tenha a informação ” demissão”, seja exemplo de amigos demitidos, seja cenas de filmes, no meu caso por exemplo as imagens que mais se destacavam eram da pessoa em um bar ” afogando as magoas” e a outra era do cara fingindo que nada havia acontecido e continuando sua rotina normalmente para ninguém descobrir o que havia acontecido, quanta imbecilidade. Embora estas cenas esdrúxulas insistissem em aparecer , eram descartadas com a mesma rapidez , o lugar que gostaria de realmente era minha casa.

Já próximo de casa, minha esposa ligou e acabei desabando com ela, acho que a palavra que representa nosso estado neste momento é ” fragilidade”, não de fracasso ou de irritação . Nos sentimos perdidos, a cabeça não nos da o eixo necessário neste momento, precisamos de muletas alheias para não cair.
No primeiro dia desempregado você começa a pensar em plano de saúde , gastos etc, mas eu já estava mais tranquilo e havia decidido que a rescisão seria usada para quitar despesas com parcelas futuras e separar a diferença para as despesas de inicio do ano como matriculas dos colégios , IPVA, IPTU, seguro do carro, material de colégio e claro o suficiente para 4 meses de desemprego sem alterar meu padrão de vida, mas claro que os supérfluos e as saídas extras serias cortadas. Com isso a cabeça começou a funcionar melhor e me deixar tranquilo para o segundo passo que era acionar meu network e preparar o envio de currículos .

Acabou que me dei férias temporárias nos três dias seguintes, aproveitei para curtir a família , dar uma volta, enfim, espairar um pouco. Isso foi muito importante pois a acabei encontrando com alguns amigos e acabei iniciando uma onda de ajuda.

Continua….

Read Full Post »

A Vida como ela é ..... Simples assim!

Espaço destinado a mostrar a vida, simples como ela deve ser......

Blog do Churrasco - O original

Tudo que você queria saber sobre a arte de fazer Churrasco

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

%d blogueiros gostam disto: