Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘auto ajuda’

20130116-163725.jpg

Estava inspirado a escrever algo bacana, mas antes sempre entro neste site para dar uma olhada nas novidades para compartilhar com vocês ou para me inspirar, desta vez fui surpreendido novamente e ao invés de escrever um texto meu resolvi trazer para vocês um texto maravilhoso.

Quantas vezes ficamos com raiva das atitudes de algumas pessoas e quantas admiramos e nos espelhamos? Existem diversas análises para este tipo de comportamento e aqui é retrato uma delas. Espero que gostem

Segue abaixo o link do site para quem quiser dar uma olhada. http://www.vocevencedor.com.br

“Quem são as pessoas que você mais admira no mundo?
O que você mais admira? E quais as qualidade lhe chama mais atenção?
Quem são as pessoas que você mais critica? E qual comportamento lhe chama mais atenção?

Para responder as perguntas acima, você usou seu referencial interno, pessoal com seus próprios critérios e avaliações. Na verdade, você esta projetando no outro o que você sente, acredita, pensa, mesmo que não se comporte dessa forma.
Talvez, ao olhar pras pessoas que admira, você se sinta bem, pois sente o que enxerga nelas, mesmo que ainda não esteja vivendo isso. Talvez quando não se sinta bem em olhar para as pessoas que critica, seja por que estas pessoas estão recordando um sentimento que já existe dentro de você e que lhe incomoda.

Todo ser humano quando criança passa por um período em que ainda não compreende que faz parte de uma sociedade, imagina que todo mundo gira em torno dela mesma, levando-a um estado de espirito egocêntrico, e que pode persistir até a idade adulta. Nesse estado, a pessoa usa suas próprias referencias internas (o que pensa, sente, e acredita) como referencia básica, representar, interpretar e entender as pessoas que a cercam.
Este é o efeito espelho, onde o mundo externo reflete através da sua própria interpretação, aquilo que já existe dentro de você. Assim, você pode aprender muito sobre si mesmo quando olha para os outros, afinal o outro é seu espelho, ou seja, é você mesmo.

Portanto, quando você julga as outras positiva ou negativamente, você esta medindo as atitudes como se fosse suas.
É importante distinguir o egocentrismo do egoísmo, por que este é um sentimento.
Que só se preocupa com o próprio interesse, no entanto o egocentrismo exagerado poderá levar ao egoísmo.

O efeito espelho é uma maneira muito útil de aprendizado quando se traz isso para a consciência. Pois, sabendo que cada um aponta nos outros aquilo que existe primeiro em si, isso oferece a todos a oportunidade de ser mais compreensível e tolerante com os outros.
Também permite que a pessoa se autovalorize diante do que vê de bom no outro. Afinal, isso existe em você primeiro. Assim valorize as qualidades dos outros e as suas próprias, aceite e compreenda os erros e faltas e aprenda com isso. Esta é uma grande oportunidade de crescimento. Seja Feliz!”

Flávio Souza é Trainer Coach da Você Vencedor Soluções Empresariais, formador de coaches da International Coaching Community (ICC – Inglaterra), conferencista Internacional, especialista em Programação Neurolinguística e referência em coaching executivo e de equipes no Brasil – Contatos: (19) 38981295 flaviosouza@vocevencedor.com.br –

Anúncios

Read Full Post »

 Muitas pessoas são dotadas de razão, muito poucas de bom senso.

(Gustave Le Bon)

 

No caminho para casa, eu querendo dar uma descansada, dei o azar, ou a sorte, de pegar um taxista que adorava conversar, perguntou o que eu fazia, quem eu era, se era casado, se tinha filho, só não perguntou o cep da minha casa. De tanto olhar para trás enquanto conversávamos, eu já estava ficando nervoso, já estava fazendo um filme na minha cabeça , com uma capotagem de carro, uma batida no poste e adivinhem? Não deu outra ele passou no sinal vermelho e quase  batemos em outro carro.

Ele parou o carro e queria ir discutir com o outro motorista, eu o impedi e avisei a ele que estávamos todos bens e que ir brigar com o outro cara não ia levar a nada. Ele achava que havia passado no sinal amarelo e o outro motorista provavelmente achava que também estava certo, de que adiantaria ir la argumentar ou brigar? Eu segurei o braço do simpático taxista e perguntei a ele: Você quer ser feliz ou ter razão? Ele olhou para mim sem entender nada. Como é? Parece que eu o deixei intrigado, ele entrou novamente no carro e começou a perguntar sobre o que eu estava falando.

Eu expliquei a ele, que como não havia acontecido nada conosco, nem com o outro motorista, não adiantava ir discutir com a outra pessoa para provar quem estava com a razão, poderia até piorar a situação e independente de quem estivesse certo, não ia fazer diferença,  devíamos era agradecer a sorte de estarmos bem, seguir em frente e ser feliz. Ele continuou sem entender e pediu para que eu explicasse melhor, e la fui eu novamente.

Uma coisa que conversos muito com amigos e a minha esposa, tanto no bar como na cozinha, é se nosso objetivo na vida é ser feliz ou ter razão, se vivemos para provar nosso ponto de vista ou para sermos felizes. Você quer ter razão ou ser feliz?

Já falamos diversas vezes sobre relacionamentos, seja no relacionamento com nossa família, seja no âmbito profissional ou até mesmo nas coisas corriqueiras do dia a dia.

As vezes conversos com amigos sobre a minha postura frente aos relacionamentos, como faço para tentar minimizar atritos e manter uma harmonia no dia a dia, por mais difícil que seja, eu acredito que o principal é criar o habito, condicionar nossa primeira resposta, sabe aquele conselho que vovó sempre deu? Nunca faça as coisas de cabeça quente? Exatamente a mesma estrada, mesma linha de raciocínio.

Quando eu cito ser feliz ou ter razão, eu quero que você pare para pensar quais batalhas você quer entrar e quais valem a pena provar que a outra pessoa estava errada ou que você que estava certo. Meu pensamento é: Você deve perder algumas batalhas para ganhar a guerra, que é ser feliz.

Começarei com um exemplo bobo mas que reflete bem o que tento passar:

Um casal resolveu jantar num restaurante novo e fizeram uma reserva, nãjjjvvvhvvo podia haver atrasado pois existia o risco de perderem a reserva.

A esposa se atrasou um pouco na hora de se arrumar e acabaram já saindo atrasado. Já

Próximo ao local, o marido avisou que estavam quase chegando, que na proxima rua ja sairiam ao lado do restaurante, a mulher por sua vez, alegou que tinha certeza que nao era aquela rua, que deveria entrar na segunda rua, pois ela conhecia muito bem a região.

Por mais que o marido tentasse explicar que a outra rua era contramão e teriam que dar uma volta maior, ele acatou as explicações da esposa e tentou a rua seguinte, mesmo tendo certeza do que estava falando.

Neste momento ele poderia ter feito o caminho que ele conhecia e mostrar a ela que estava certo. O que aconteceu? A rua era contramão e eles deram uma volta maior quase perdendo a reserva.

Aqui entra o ponto que quero chegar, o marido poderia ter entrado em ” guerra” com a esposa, e provar que ele sabia o caminho e ela estava errada, isso iria já gerar uma chateação, ou ia acabar o jantar, ou o jantar seria chato com um clima de briga.

O marido decidiu nao argumentar , se chegassem atrasado e perdessem a reserva, paciência, iriam a outro lugar, o importante era a diversão da noite, ele nao precisava provar a esposa que ele estava certo.

No fundo ela já sabia que estava errada, e pelo fato de ele nao ter entrado nesta batalha o jantar se desenrolou da melhor forma e a noite foi um sucesso.

Este caso parece bobo, mas dele podemos ampliar para diversas situações. Acredito que se as pessoas começarem a refletir, se vale a pena ou não, tentar mostrar que o outro está errado, muitos desentendimentos podem ser evitados. Nem sempre a própria situacao mostra quem estava certo, no caso acima nenhum dos dois precisou falar nada para mostrar quem estava certo, pois o caminho da esposa era mais longo, foi óbvio, portanto ela sabia que estava errada. Em muitas situações isto não ficara tão,obvio e ira gerar mais desgaste ainda.

Em muitos momentos da nossa vida iremos encontrar situações que sabemos estar corretos, mas será que vale a pena provar isso para a outra pessoa? O que você realmente irá ganhar com isso?

No âmbito profissional então, vale a pena em alguma situações provar que seu chefe esta errado? Qual a vantagem nisso? Muitas vezes nenhuma, você só garantirá que seu próximo contra cheque será o ultimo, ou aquela promoção nao aconteça, pois pode passar a imagem de arrogante, de sabe tudo.

Eu já me vi em varias situações que se tivesse agido de maneira mais sábia teria evitado brigas bobas, não teria estragado jantares ou viagens maravilhosas, da mesma maneira que já tive jantares e viagens ótimas por evitar algumas ” batalhas”.

EU QUERO SER FELIZ e nao ter razão, e você?

Neste momento o taxista me respondeu todo alegre: Quero ser feliz, ser feliz!

Estavamos já chegando em casa, me diverti muito com aquela figura. Ele saiu fazendo sinal e sumiu no final da rua.

Read Full Post »

 

Problema ou obstáculo?

20121004-134434.jpg

Bom escreverei por aqui sobre esta palavra tão pesada e presente em nossas vidas, a palavra PROBLEMA.
Primeiramente gostaria de colocar a tradução desta palavra aqui para entendermos realmente se temos um problema. Você tem um problema ou um obstáculo? Fui novamente ao ” pai dos burros”.

“problema [e]
nome masculino
1. questão que se propõe para ser
resolvida
2. coisa difícil de compreender, explicar ou fazer
3. dúvida
4. dificuldade; aborrecimento
(Do gregopróblema,-atos, «questão proposta», pelo latimproblēma-, «problema»)

obstáculo
nome masculino
1. tudo o que impede o caminho ou a passagem; barreira
2. DESPORTO barreira que geralmente se dispõe em série para formar um percurso de corrida 3. tudo o que se opõe à concretização de um projeto, à obtenção de um determinado resultado, impedimento, estorvo, dificuldade
4. FÍSICA resistência que se opõe a uma força
(Do latimobstacŭlu-, «idem»)”
( dicionário Aurélio )

Eu prefiro considerar estes encalços da vida, seja pessoal ou profissional, como
obstáculos. Encaro, como se estivéssemos trilhando um caminho com obstáculos e não com problemas, acho que a palavra PROBLEMA, já traz enraizada nela uma carga de depressão, de pessimista, em contrapartida, obstáculo não, já soa como um desafio. Imagino uma competição, com obstáculos para aumentar a dificuldade, mas sempre com a perspectiva de chegar ao final da prova ou da trilha.

A vida para mim é isso, uma trilha com obstáculos, uns já conhecemos, outros não, uns iremos demorar um pouco mais, outros um pouco menos. Teremos obstáculos que exigirão forca física, outros forca emocional e acredito que outros até mesmo os dois. As vezes teremos ajuda para estes obstáculos, muitas vezes ou na maioria das vezes dependeremos de nós mesmos
Bom, de acordo com o meu raciocínio , já sabemos que a vida nos trará obstáculos , querendo ou não, pensando nisso, temos que tentar nos preparar para isso. Não ache que a vida esta te testando, boicotando, desta maneira esta interpretando mal e criando um fardo. Imagine que você esta evoluindo cada vez mais, tornando-se uma pessoa mais forte e preparada.

Devemos nos manter emocionalmente preparados. Conforme os obstáculos vão chegando e vamos passando, nos tornamos mais confiantes. Você pode ter certeza que muitas vezes, veremos obstáculos que a primeira vista são impossíveis de vencer, neste momento eu aviso: SÓ RECEBEMOS OBSTÁCULOS QUE PODEMOS TRANSPOR! Por mais impossível que pareça.
Não preciso exemplificar tantos casos de superação, pessoas que venceram doenças, perderam pessoas queridas, perderam partes do corpo, ou seja. exemplos não faltam, assim como não faltam exemplos de pessoas que desistiram também.

Meu conselho, adquirido nas minhas famosas leituras ( esta por acaso eu agradeço ao querido Paulo Coelho), quando você estiver com um BIG obstáculo , tente olhar como se estivesse de fora, tente ver realmente a dimensão deste obstáculo. Imagine um rio cuja ponte foi destruída , a principio você pode não enxergar como atravessar, mas se você pudesse olhar bem do alto, como se fosse um pássaro, ao invés de desistir, você veria que o rio era pequeno e mais a frente existia uma margem rasa para atravessar. Tente sempre sair do problema e ver o todo.
“Disse Domingos Sabino: “tudo sempre acaba bem no final. Se as coisas não estão bem, é porque você ainda não chegou ao final”.

Se você está insatisfeito com alguma coisa – mesmo que seja uma coisa boa, que gostaria de realizar e não está conseguindo – pare agora.
Se as coisas estão emperradas, só existem duas explicações: ou sua perseverança está sendo testada, ou você precisa mudar de rumo.

“Para descobrir qual das opções é correta – já que, afinal de contas, são atitudes opostas – use o silêncio e a oração. Aos poucos, as coisas vão ficando misteriosamente claras, até que você tenha forças suficientes para escolher.Uma vez tomada a decisão, esqueça por completo a outra possibilidade. E siga adiante, porque Deus é o Deus dos Valentes.”

Paulo Coelho (http://g1.globo.com/platb/paulocoelho/2008/05/25/dos-obstaculos/)

Lendo isso parece fácil fazer , mas não é, eu acho que o mais difícil , é quando os obstáculos aparecem e estamos de guarda baixa, este é o momento mais delicado, pois quando estamos psicologicamente despreparados , parece que o chão some por alguns instantes, e até recuperarmos o equilíbrio e continuarmos existe um ” delay”.
Seguir em frente não é fácil, é uma escolha, mas é muito menos dolorido que lamentar a vida inteira.

Bola para frente sempre!

Dani te amo.

 

Read Full Post »

A Vida como ela é ..... Simples assim!

Espaço destinado a mostrar a vida, simples como ela deve ser......

Blog do Churrasco - O original

Tudo que você queria saber sobre a arte de fazer Churrasco

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

%d blogueiros gostam disto: