Crítica

Desrespeito ao próximo

Mais facilmente se julgaria um homem segundo os seus sonhos do que segundo os seus pensamentos

(Victor Hugo)

 

         Não sei se acredito em coincidência, mas parece que a conversa que tive anteriormente com meu amigo se tornaria um prólogo do que eu presenciaria mais uma vez,  um exemplo de adulto que não teve educação ou exemplos em casa.

Alguém aqui já se sentiu um idiota em algumas situações?  Porque algumas pessoas insistem em preencher a pagina de suas vidas e consequentemente das  nossas vidas com atitudes grotescas e desrespeitosas ? Será que as pessoas tem a noção que o direito delas termina onde começam a dos outros?

Como estava contando fui a padaria e me dirigi ao balcão de frios, fiquei aguardando minha vez  em uma fila imaginária, sim, imaginária pois foi criada aleatoriamente pelas pessoas que iam chegando e esperavam sua vez. Acontece que chegou um indivíduo, passou por todo mundo e sem hesitar fez seu pedido como se estivéssemos ali brincando de estátua ou que não tínhamos nada para fazer e decidimos formar uma fila somente para ficar  olhando o pessoal do balcão da padaria  ficar cortando frios!

Eu sou um cara pacato e dificilmente me altero com estas coisas, mas parei para pensar como ultimamente venho me sentindo um idiota. As pessoas não estão sendo respeitadas, seja no trânsito, nos supermercados ou nas padarias.    O que leva uma pessoa a pensar que é mais importante que você? Grana? Status? Idade? Pressa? Estamos já ha algum tempo vivendo uma época onde as pessoas são na sua grande maioria uns mal educados,  produtos de uma sociedade carente. Diariamente convivemos com o desrespeito e a falta de educação. É impossível não levantar novamente a bandeira da família.

Já vivemos em um mundo com tanto estresse e intolerância que este comportamento hostil em muitos casos é a gota que transborda e muitas vezes acabam em tragédia. Abra a página do jornal e veja as tragédias que foram incitadas de maneira pífia, por motivos banais,  seja em casa, no trânsito ou no trabalho, não precisa se restringir ao nosso país ou a nossa cidade, quantos casos de desrespeito vemos por aí  por conta de credo, raça e outras coisas que se transformaram em tragédias.Novamente eu penso que devemos rever os conceitos que estamos passando aos nossos filhos.

E quanto as pessoas que já estão soltas fora da jaula, ao nosso lado? Infelizmente a única medida cabível é a punição, parece uma coisa extrema, mas na verdade é a ponta do iceberg pois  se a sociedade não mostrar as pessoas que existe o certo e o errado, e o errado ” ficará de castigo”, qual a finalidade das regras sociais? As consequências desta falta de punição , esta impunidade, é o já enxergamos no dia a dia , mas  a que ponto chegaremos? Esperaremos até quando? Portanto pare e pense: Qual educação você dá ao seus filhos ? Qual o exemplo que você demonstra?  O que você ensina ao seu filho? A malandragem ou o respeito ao próximo?

Não é fácil manter o equilíbrio no dia a dia, parece que as coisas que deveriam ser básicas ou simples como a cordialidade e a educação, passaram a ser raridades. Não deixe a vida educar seus filhos, ensine a eles o que é certo, diga a eles de maneira firme: Não fure fila! Não avance o sinal! Não queime índios ou mendigos! Não atravesse o carro no cruzamento! Não desrespeite a pessoa por conta da sua cor ou da sua condição financeira!

Não sei você, mas eu cansei de fazer papel de idiota e ficar com aquele sentimento de inferioridade perante algumas situações enquanto os ” espertos” ficam impunes.

Anúncios

4 comentários em “Desrespeito ao próximo

  1. “Não sei você, mas eu cansei de fazer papel de idiota e ficar com aquele sentimento de inferioridade perante algumas situações enquanto os ” espertos” ficam impunes.”

    Tirou as palavras da minha boca…

  2. EDUCAÇÃO e CULTURA? Ou, simplesmente, Educação ou cultura, infelizmente, não é dessa associação de vocábulos.. . é da dissociação. Essas coisas, esses comportamentos, lamentavelmente, já se tornaram tão banais e rotineiros que parece não nos importarmos mais com eles. A raiz do problema está, não na falta de educação formal, mas sim, na falta da caseira mesmo, aquela que aprendemos em casa, a partir do berço, onde tantos começaram, em alguns, até de ouro, mas não é desse, propriamente, que estou falando mas, daquele em sentido figurado, das coisas boas, das boas maneiras, dos bons modos, do respeito e das noções sobre o certo e o errado e a diferença entre eles, desde os primeiros passos. A sociedade parece que está anestesiada e indiferente a certos comportamentos “sociais” inaceitáveis, invertendo os valores e quando reage, o faz pelos efeitos e não pelas causas. Por falar em coincidências e acaso, eles não existem, já estava tudo previsto pelas ações cósmicas universais, via das quais, nada passa desapercebido, inclusive o futuro. LMA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s