Desempregado

Diário de um desempregado parte 7

20130417-114531.jpg

Neste dia fiquei chateado, parece que no momento de fraqueza somos testados, como se jogassem uma isca com cifrões, acompanhada com um kit de estresse proporcional aos benefícios, são opções financeiras que nos levam novamente ao antigo ciclo estressante de acordar e ir para um emprego no qual a melhor parte é o dia do pagamento.

Antes de continuar gostaria de explicar esta situação para não parecer esnobe ou que estou recusando emprego, pelo contrario, a esta altura do campeonato as exigências são mínimas, em linguagem popular eu diria até ” ..urubu já virou pombo..”, a unica consideração era não pagar para trabalhar, ainda. Se eu tivesse a opção da escolha seria ótimo, mas já estou em uma fase critica que ” o que vier é lucro”.

Porque digo isso? Recebi uma ligação de uma grande instituição financeira, que apesar estar neste mercado a mais de 13 anos, nunca me senti compelido ou atraído por ela. De qualquer maneira, fiquei mais de uma hora conversando com a gerente de RH.

Após terminarmos eu tinha aquela sensação de ” pelo menos eu falei com ela”, já pensando que por ter levado aquela conversa de maneira descompromissada e informal não ia seguir adiante, engano meu.

No mesmo dia, na parte da tarde outra pessoa me ligou querendo agendar uma visita com o Diretor comercial regional , pois eu havia sido aprovado pelo RH que inclusive tinha me recomendado , veja só, se eu tivesse querendo este emprego na área financeira pode ter certeza que nunca mais iria ouvir falar destas pessoas.

De qualquer maneira e sendo pressionado socialmente e financeiramente a resolver esta situação de “menino do Rio”, agendei para o dia seguinte, encarei como um passeio no Centro do Rio de Janeiro, pois atuar na área financeira, centro da cidade em uma multinacional que nunca me chamou atenção, era voltar a mesma vida profissional e com um agravante, a distancia , são duas horas de carro.

Como eu disse antes , a vida nos prega peças, é um aprendizado constante, quando cheguei ao prédio da empresa, era monstruoso, novo e lindo, no elevador me perdi duas vezes, pois só depois de dois passeios descobri que tinha que apertar o andar de destino antes de entrar no elevador. A sala da entrevista era moderna e nova, fiquei impressionado.

Na entrevista conheci meu suposto superior direto, uma pessoa fantástica das quais tínhamos vários conhecidos em comum, ele se mostrou uma pessoa tranqüila e me explicou o dia a dia e o que esperava de um gerente para aquele cargo caso fosse contratado, fiquei pasmo, era tudo humano e civilizado , tranquilo e em nada lembrava os lugares de tormento que trabalhei, era um sonho e ainda por cima pagaria a mesma coisa que eu ganhava, mas com função superior a que eu tinha, era na verdade uma promoção.

O mais estranho era que ele não sabia quem havia me indicado, e o meu CV estava com ele desde setembro, ou seja 4 meses e nunca havia sequer olhado, mas agora em Janeiro mexendo nas coisas dele olhou e gostou, parece coisa do meu anjo da guarda.

Agora começa o outro dilema, a espera para saber se serei aprovado, inverteram os papéis, a ansiedade e a expectativa aumentam, uma ligação levada de maneira despretensiosa se transformou no trabalho dos sonhos , agora tenho medo de não ser chamado e menosprezar as próximas ofertas, parece aquela corrida com a cenoura amarrada na ponta, sempre fora de alcance , drástico demais? Pode ser , mas sem este drama shakesperiano não seria eu, agora é esperar.

5 comentários em “Diário de um desempregado parte 7

  1. Sempre é bom ler que tem pessoas que já sentiram as mesmas coisas que eu sinto agora… a sensação de impotência é uma das piores sensações pra mim… Parabéns e muito sucesso.

    1. Nāo Patrícia. Tudo fogo de palha. Eu acabei arranjando emprego com um pai de um amiguinho de colégio da minha filha . Havia mandado alguns Cvs nas mochilas das crianças de alguns pais que eu soube que era de grandes empresas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s